Categorias
Dicas

Acento diferencial (él o el)

Es llamado de acento diferencial porque sirve para distinguir el sentido de una misma palabra.

 

EL – sin tilde, equivale al artículo masculino en singular (o). Ejemplos:

El coche de Juan está muy viejo.

El amigo de Ana canta muy bien.

El niño llora mucho por la noche.

 

ÉL – con tilde, equivale al pronombre masculino de tercera persona (ele). Ejemplos:

Él habla español y más otros dos idiomas.

Él cantará en el festival de Viña del Mar.

Creo que él está en casa después de las diez.

 

Lee también sobre Las Reglas Especiales de Acentuación.

Aulas particulares de Espanhol, do seu jeito e no seu ritmo! Entre em contato.

 

Categorias
Dicas

Por que escolher um professor particular de espanhol?

Um professor particular poderá resolver todas as suas dúvidas na hora. Além do mais, o professor particular se adaptará a seu ritmo de aprendizado e à maneira como aprende de forma simples e efetiva. Veja algumas vantagens de ter um professor particular de espanhol:

  • Com um professor particular de espanhol será muito mais rápido o seu aprendizado;
  • Os conteúdos serão personalizados de acordo com os seus interesses e necessidades;
  • A atenção do professor particular é toda sua, isso permite um maior aproveitamento do tempo;
  • Com um professor particular de espanhol, você tem a flexibilidade de escolher o horário e localidade de sua conveniência.

O que você está esperando? Com as aulas particulares de espanhol, você otimiza seu tempo e acelera o seu aprendizado. Agende uma aula demonstrativa.

Categorias
Dicas

Reglas especiales de acentuación – El acento diferencial

Hoy veremos las reglas especiales de acentuación. Los monosílabos en español no se acentúan, ejemplos: Dios, fue, pues, da, etc. Cuando un monosílabo tiene dos significados distintos, ahí sí habrá una excepción, uno será acentuado para diferenciarse del significado del otro, por eso es llamado de acento diferencial.

 

Llevan acentoNo llevan acento
Dé (verbo dar)

Dé eso al niño.

Él (pronombre personal)

Él viaja todos los fines de semana              

Más (adverbio de cantidad)

Tengo más caramelos que Paco

Mí ( pronombre personal)

Esto es para mí

Sé (verbo saber)

Sé hablar muy bien español

Sí (pronombre personal)

Solo piensa en sí      

Sí (adverbio afirmativo)

Sí, iré al cine contigo

Té (sustantivo)

Te invito a tomar un té, ¿qué te parece?

Tú (pronombre personal)

¡Tú hablas mucho!

De (preposición)

El coche de Felipe

El (artículo)

Compré el diccionario en el centro

Mas (conjunción) = pero, que es más usual

Iré al teatro, más pagarás mi entrada

Mi (adjetivo posesivo)

Este es mi cuaderno

Se (pronombre personal de 3ª persona)

Se compró un móvil nuevo

Si (conjunción)

Si llueve, no iré al cine

 

 

Te (pronombre personal de 2ª persona)

Te llamaré más tarde

Tu (adjetivo posesivo)

Tu libro está muy viejo

 

Atención: A casi todos los alumnos brasileños les gusta acentuar el verbo ser en 3ª persona, pero “es” no se  acentúa.

Lee también los artículos más detallados de las reglas especiales de acentuación MAS o MÁS.

Aulas particulares de espanhol na sua empresa, mais barato e mais prático! Entre em contato.

Categorias
Dicas

Espanhol na empresa, um jeito prático de aprender

O papel do espanhol no mundo dos negócios é cada vez maior. Graças a abertura de mercados, o espanhol será a segunda língua de uso e intercâmbio econômico no mundo, na próxima década. Veja algumas vantagens de fazer as aulas na sua empresa com um professor particular de espanhol.

  • As aulas são realizadas na empresa e você não terá o transtorno de se deslocar.
  • Há flexibilidade quanto o número de alunos, diluindo os custos;
  • Possibilidade de desenhar um programa específico para as necessidades da empresa.
  • Os interesses comuns dos alunos aceleram o aprendizado;

Saiba mais sobre aulas de espanhol para empresa.

Categorias
Dicas

Acento diferencial (más o mas)

Es llamado de acento diferencial porque sirve para distinguir el sentido de una misma palabra.

 

MAS – sin tilde es considerado una conjunción. En portugués es equivalente a ‘porém, mas’.

Es muy poco usado porque generalmente se emplea el “pero”. Ejemplo:

Iré a tu casa, mas tendrás que ir a buscarme. Iré a tu casa, pero tendrás que ir  a buscarme.

 

MÁS – con tilde es un adverbio de cantidad. En portugués equivale a ‘mais’. Ejemplos:

Esta semana tengo más tiempo libre que la anterior.

Ana tiene más amigas que su hermana.

 

Lee también sobre el uso de MUY o MUCHO en español

Estude espanhol. Entre em contato e faça aulas particulares de espanhol!

Categorias
Dicas

10 motivos para estudar espanhol

O idioma espanhol está em alta entre os brasileiros. Veja uma lista de 10 excelentes motivos para estudar espanhol:

  1. É o segundo idioma mais falado do mundo, com mais de 450 milhões de falantes;
  2. Tem muitas semelhanças com o português, tornando seu aprendizado mais rápido;
  3. Todos os países vizinhos do Brasil falam espanhol;
  4. As relações comerciais na América Latina estão crescendo;
  5. Suas viagens ficarão mais seguras, divertidas e interessantes;
  6. Você terá mais oportunidades de crescimento profissional;
  7. A cultura da latina é muito rica e interessante, com uma vasta produção de livros, filmes e músicas;
  8. Alguns concursos e cursos exigem proficiência em um segundo idioma;
  9. A produção científica em português baixíssima, quando comparada a produção em inglês e espanhol;
  10. Conhecer novas pessoas e fazer amigos.

 

Não está convencido? Leia também Por que estudar espanhol?

Entre em contato e agende uma aula de espanhol demonstrativa.

Categorias
Dicas

El uso de MUCHO en español

Breve explicación del uso de MUCHO.

MUCHO actúa como:

Adverbio (no varía en género y número). Ejemplos:

  • Camina mucho todos los días.
  • Ella sabe mucho más que Ana.
  • Es mucho mejor que antes.

Adjetivo (varía según el sustantivo que acompaña). Ejemplos:

  • Tiene muchos zapatos.
  • Hay muchas mujeres en la oficina.
  • Tengo mucho trabajo.
  • Salió mucha gente de aquí.

Excepción: MUCHO antes de “mejor, peor, mayor, menor, más, menos, antes y después”, que son excepciones de MUY.

Lee también el uso de MUY.

O que você está esperando para aprender espanhol.

Categorias
Dicas

El uso de MUY en español

Una breve explicación del uso de MUY

MUY – Es un adverbio. Es invariable (no hay como transformar en masculino/feminino/singular/plural)

                                             ♠ Mi casa está muy lejos del centro.

MUY + Adverbio          Salimos muy temprano de casa.

                                             ♠ Habla muy bien español.

 

                                             ♦ Estoy muy contenta con el resultado.

MUY + Adjetivo           ♦ Antonio es un chico muy simpático.

                                             ♦ Este diamante es muy brillante.

Excepción: No se puede usar MUY antes de “mejor, peor, mayor, menor, más, menos, antes y después“.

 

En el próximo trataremos del uso de MUCHO. No deje de acompañar!

Aprenda espanhol! Falar outro idioma é um diferencial. Faça no seu ritmo!

Categorias
Dicas

Como escolher um curso de idiomas – parte 5

Uso da gramática em aulas

Quase ninguém gosta de regras, é verdade. Mas sem elas, tudo se torna um caos. O mesmo ocorre com os idiomas. Sem aprender gramática, o aluno constrói frases ambíguas ou sem sentido e às vezes nem percebe. Não consegue estabelecer uma comunicação de qualidade.

Há escolas que não abordam o ensino da gramática e passam a falsa imagem de que um idioma independe de regras ou de que você aprenderá com a mesma naturalidade de uma criança.

Uma criança, por ter sua estrutura mental ainda vazia, pode aprender facilmente apenas por conversação, pois absorve todo tipo de dado do exterior. Já um adolescente ou adulto, inevitavelmente adaptará o novo conhecimento a estrutura lingüística pré-existente, tornando o processo de absorção mais complexo e lento. Trabalhar somente exercícios de conversação não atende a essa necessidade e por isso não é recomendável para adolescentes e adultos.

A gramática é necessária para mostrar a lógica por trás das palavras e para que você um dia possa comunicar-se com qualidade, em ocasiões formais.

Estudo individual em cabines

Algumas escolas adotam método de estudo individual em cabines, com auxílio de um professor e com total flexibilidade de horários. Esse método é bastante interessante para alunos dedicados, pois seu estudo será um vôo solo, porém assessorado. Sua grande vantagem é a flexibilidade. O aluno ganha na autonomia e perde no conteúdo. Pode ser interessante para pessoas muito disciplinadas e sem necessidades específicas de aprendizado.

O tempo de aprendizado depende da dedicação do aluno. O trabalho em aula é importante, mas trazer o idioma para o dia-a-dia é decisivo para diminuir o tempo de aprendizado. Alguns exercícios podem ser prazerosos, como ver um filme sem legendas ou traduzir músicas, etc.

Também é muito recomendável que reflita sobre qual idioma você realmente deseja aprender. O inglês é o idioma dos negócios, mas também existem muitas oportunidades para quem sabe espanhol, alemão, italiano, mandarim, francês, etc. Assim como você pode escolher uma profissão por vocação, também tem total liberdade de escolher o idioma que te desperte paixão e interesse.

Lembre-se: em suas pesquisas, centre-se na qualidade do curso, mesmo que isso signifique investir um pouco mais em curto prazo, pois certamente significará economia de tempo e dinheiro em longo prazo.

Fixe sua meta e mãos à obra! Analise qual a sua real disponibilidade de tempo para dedicar-se ao idioma e encontre uma escola que tenha um método que se adéqua ao seu objetivo de aprendizado, a sua disponibilidade de tempo e que haja sintonia entre você e o professor. A jornada é longa, mas a recompensa é gratificante. Pode apostar!

Por: Sheila Krepsky e Daniel Rodrigo Bastreghi, Administradores.com.br, 27 de julho de 2010, às 11h31 

Você também pode ler Como escolher um curso de idiomas – Parte 4 e Parte 3

Quer estudar estudar espanhol? Faça aulas particulares, entre em contato.

Categorias
Dicas

Como escolher um curso de idiomas – parte 4

Professores nativos

Nativos são excelentes para quem busca treinar conversação. Eles trazem informações regionais que são de extrema valia, além de aplicar o conteúdo que é utilizado de fato, no dia a dia. Contudo, são necessários alguns cuidados.

Assim como nem todo brasileiro fala corretamente o português, nem todo nativo conhece bem o próprio idioma. É comum encontrar professores brasileiros que conhecem melhor a norma culta da língua estrangeira do que alguns nativos.

Cuide também com o regionalismo exagerado. É natural que professores nativos evidenciem o sotaque e gírias de seu local natal, mas isso pode virar um problema quando é transmitido como a única forma possível ou a forma correta. No espanhol, por exemplo, existem inúmeras diferenças de pronúncia e vocabulário. Afinal são mais de 20 países que falam o idioma, cada um com sua cultura.

Professores brasileiros conhecem nossas dificuldades de aprendizado e conseguem criar novas explicações e conexões com o nosso modo de pensar e nossa gramática. Portanto, se busca apenas treinar sua conversação, professores nativos são uma boa opção. Caso contrário, prefira os professores brasileiros.

Imersão

Nesta modalidade de curso, um grupo de alunos fica isolado em um hotel, casa ou chácara, durante algumas horas ou até dias, onde é proibido falar português. O aluno passará o período como se estivesse em solo estrangeiro. Irá aprender a comunicar-se em várias situações, sociais como um almoço, uma conversa telefônica, entrevistas de emprego, entre outras ocasiões, tudo no idioma de interesse.

As imersões são uma forma diferente de aprendizado e fixação que atraem cada vez mais pessoas. São interessantes para alunos de todos os níveis. Porém, é mais caro e exige que a pessoa se ausente de suas atividades diárias durante um período.

Leio também “Como escolher um curso de idiomas – Parte 3”

Está precisando de um professor particular de espanhol? Entre em contato: www.aulasdeespanhol.com.br