Categorias
Viagens

Cajón del Maipo – Chile

Pode-se dizer que Cajón del Maipo é um lugar mágico. Um povoado pequenino, localizado aos pés da Cordilheira dos Andes, que você deveria conhecer.

Centro del pueblo de San José del Maipo
Centro del pueblo de San José del Maipo

Tire uns dois dias da sua viagem ao Chile para visitar o seu entorno de paisagens naturais e atividades de aventura. São lugares para os amantes da natureza visitarem, pois ao sair da cidade, não há nada comercial no seu entorno. Portanto leve comida ou pare para comer nos restaurantes da cidade antes de seguir caminho ao seu destino.

Embalse El Yeso, cerca de entrada del parque El Yeso
Embalse El Yeso, cerca de entrada del Parque Valle del Yeso

Como citei anteriormente, não há nada comercial, somente belas paisagens, pois você estará no meio da Cordilheira dos Andes. Em alguns lugares, chegará quase na divisa com a Argentina. As paisagens são de tirar o fôlego.

cajon_del_maipo2 - Espanhol Professora

Gostaria de citar dois lugares em especial para que visitem: o Embalse El Yeso, uma represa com águas azul turquesa; e o Baños Colina, que são piscinas de águas termais.

Veja mais sobre esses lugares nos próximos artigos.

Você quer fazer aulas de espanhol? Agende uma aula demonstrativa.

Categorias
Viagens

Isla negra e Pomaire – Chile

O pequeno povoado de Isla Negra é muito visitado devido a casa principal do poeta Pablo Neruda, que hoje é sede de um dos mais belos museus do Chile. Ao visitá-la podemos conhecer os curiosos objetos e coleções do poeta, como a sua coleção de garrafas, caracóis e suas imponentes máscaras de proa de barco, que foram para ele uma constante fonte de inspiração. A cidadezinha é principalmente povoada por pescadores e a beleza natural do local encanta os turistas.

Casa de Pablo Neruda en Isla Negra
Casa de Pablo Neruda en Isla Negra

 

Pomaire é conhecida por preservar suas tradições. No povoado os moradores continuam a produzir artesanato em argila (cerâmica) e há muitas lojinhas e quiosques para a venda do artesanato local. Em Pomaire, é possível encontrar a gastronomia típica chilena, o famoso pastel de choclo e as deliciosas empanadas.

pomaire - Aula de espanhol curitiba

Conheça também Algarrobo.

Faça aulas particulares de espanhol em Curitiba.

Categorias
Viagens

Algarrobo – Chile

Algarrobo é uma cidade bem pequena no litoral do Chile e faz parte do chamado “circuito litoral central”. É um povoado com muita beleza, ao oeste de Santiago, a apenas 110 km da capital. Ao chegar a Algarrobo você poderá observar as fachadas com estilo colonial que contrastam com os grandes e luxuosos centros hoteleiros que existem por lá.

Chile - Algarrobo - professor particular

As praias são a principal atração do lugar. Na minha opinião, a praia El Canelo é a mais bela. Para conseguir chegar a praia de águas cristalinas é preciso passar por um imenso bosque de pinheiros até se deparar com a beleza das suas águas.  Em Algarrobo, também se encontra a maior piscina da América do Sul, de frente para o mar, num espetacular complexo residencial. É uma pena que da praia não é possível ter noção do tamanho da piscina, pois os olhos não alcançam o fim.

 

Pileta de San Alfonso del Mar
Pileta de San Alfonso del Mar

Bem próximo a Algarrobo está o povoado de Isla Negra, outro lugar que você não pode deixar de conhecer e visitar a casa do célebre escritor Pablo Neruda.

Abra a mente para o mundo. Faça aulas de espanhol e aprenda o idioma de Pablo Neruda antes viajar e se deliciar com a cultura local e os poemas deste famoso escritor.

Categorias
Viagens

Valparaíso

Valpo, como é conhecida pelos chilenos, é uma cidade portuária rodeada por morros e com seus tradicionais elevadores que dão acesso a diversos mirantes com vista ao Pacífico. A história está estampada na fachada das suas casas coloridas e construções antigas, que fizeram com que ganhasse o título da Unesco de Patrimônio Cultural da Humanidade.

Casas coloridas de Valparaíso.
Casas coloridas de Valparaíso.

A cidade de Valpo está a somente 118 km de Santiago, sendo uma passagem obrigatória para quem viaja a capital chilena, assim como Viña del Mar.  Valparaíso é considerado o principal porto do país e um dos pontos turísticos do país. Possui uma praça chamada Sotomayor, com edifícios em estilo neoclássico, alguns prédios do governo e um monumento aos marinheiros que morreram na batalha final com o Perú, em Iquique. Também há diversos elevadores aos arredores com vistas lindas ao porto. O mercado central possui restaurantes com comida boa e barata.

Porto de Valparaíso
Porto de Valparaíso
plazavalparaisogrande
Plaza Sotomayor, em frente ao porto. No centro o monumentos aos heróis da guerra e ao fundo o edificio da marinha.

A orla apresenta um calçadão com ciclovia e pequenos diques que funcionam como mirantes para os transeuntes. Próximo aos mirantes está o Mercado Cardonal, pintado de verde e amarelo, cores da bandeira brasileira, pois se localiza na Avenida Brasil. A avenida tem este nome porque suas palmeiras reais foram um presente do Brasil. Este é o mercado que abastece a cidade com frutas, verduras, peixes e outras iguarias da culinária local.

Avenida Brasil
Avenida Brasil

A cidade também foi a casa do poeta Pablo Neruda – La Sebastiana, um museu a céu aberto, em um dos pontos mais privilegiados da cidade, com uma vista incrível. Para onde olhar, você verá cultura em Valparaíso. Há uma hora e meia de Valpo existe outra casa do escritor Pablo Neruda, com muitos objetos pessoais e sua coleção de proas de barcos. Em frente à casa está a praia de Isla Negra, com ondas fortes batendo sobre as rochas negras do local e a água gelada do Pacífico. Um pouco antes de chegar a Isla Negra, há um lugar chamado Algarrobo, onde se localiza a maior piscina de água salgada do mundo, sendo até navegável. Porém, da praia não é possível ter uma boa visão da piscina. Do lado oposto há uma praia lindíssima chamada de Canelo, com um bosque do mesmo nome, pelo qual você precisa cruzar para chegar a praia.

La Sebastiana - casa de Pablo Neruda en Valparaíso
La Sebastiana – casa de Pablo Neruda en Valparaíso

O clima da cidade de Valparaíso varia muito. A oscilação de temperatura no mesmo dia é alta, entre 12°C e 30°C no verão e de 5°C a 15°C no inverno. Não esqueça de levar um agasalho mesmo no verão, pois os ventos são fortes e frios.

Murais de Valparaíso. Ao percorrer suas ruelas, você vai se deparar com vários murais.
Murais de Valparaíso. Ao percorrer suas ruelas, você vai se deparar com vários murais.

Venha conhecer está cidade com a poesia estampada em suas ruas, paredes, escadarias, observar o estilo caótico das suas casas e andar nos curiosos elevadores que levam os pedestres ao topo dos morros da cidade. Os moradores da cidade dizem que as mulheres com as pernas mais bonitas e torneadas se encontram lá, devido suas escadarias e morros, e eu não tenho nenhuma dúvida quanto a isso!

Elevadores típicos de Valpo para acesso aos morros.
Elevadores típicos de Valpo para acesso aos morros.

 

Lee también los postajes de Viña del Mar e Isla Negra.

Categorias
Viagens

Viña del Mar

A cidade é jovem, foi fundada em 1874, e neste curto período se tornou um destino turístico bastante visitado, com jardins bem cuidados, sendo conhecida como cidade jardim.

Vista área de Viña del Mar.
Vista área de Viña del Mar.

Localizada ao norte de Valparaíso, a cidade oferece uma gama de possibilidades durante todo o ano: praias aptas para o banho, esportes náuticos, hotéis para todos os bolsos, gastronomia com muitos peixes e frutos do mar com preços acessíveis, edifícios históricos, o maior festival da canção da América Hispânica e um por do sol maravilhoso, que deixa a cidade dourada.

viña

O festival da canção de Viña del Mar acontece na Quinta Vergara, um espaço gigantesco para realização de shows, em meio a natureza. No Chile os cassinos são permitidos e você pode conhecer o cassino de Viña, um dos mais tradicionais do Chile, com uma arquitetura maravilhosa. O Relógio de Flores é o cartão postal de Viña, é indispensável tirar uma foto neste local. O Jardim botânico também é uma boa opção de passeio, já que possui jardins bem cuidados e tem fácil acesso. Se preferir pode ficar apenas admirando e deixando-se seduzir pelo Pacífico.

Reloj de Flores de - Tarjeta Postal de Viña del Mar.
Reloj de Flores de – Tarjeta Postal de Viña del Mar.

A praia de Reñaca é bastante curiosa por seus edifícios em forma de escada, acompanhando o morro. As ondas são bastante fortes nesta praia, frequentada por surfistas e no inverno costuma ter a visita dos lobos marinhos.

Edificios em forma de escada - Praia de Reñaca.
Edificios em forma de escada – Praia de Reñaca.
Categorias
Viagens

Razões para conhecer Santiago do Chile

As razões para se conhecer Santiago, são muitas.

A capital chilena está envolvida por cordilheiras, de um lado a encantadora Cordilheira dos Andes e do outro a Cordilheira da Costa. Santiago está num vale, é plana e pode ser percorrida a pé, principalmente seu centro histórico, com ruas exclusivas para pedestres. O metrô também é um ótimo meio para ser utilizado, prático e fácil. No centro também há um morro bem famoso, o Santa Lucía e próximo deste o San Cristóbal, ambos dão uma vista espetacular da cidade.

Cerro Santa Lucía (Av. Libertador Bernardo O’Higgins (Alameda), 499)

Do alto desta colina dá para ter uma vista panorâmica da cidade. Para chegar ao topo é necessário subir muitos degraus, mas compensa qualquer esforço porque a vista é linda. Durante a subida o caminho também é encantador, há estátuas, canhões, fontes, uma igrejinha e lindos jardins. É um cartão postal a olha nu, pois você consegue ver os edifícios antigos misturados com os modernos e ao fundo a cordilheira, com montanhas enormes que parecem tocar o céu.

Entrada do morro.
Entrada do morro.
Vista do Cerro Santa Lucía.
Vista do Cerro Santa Lucía.

Palácio La Moneda (Calle Moneda, s/n)

O palácio conta com uma arquitetura neoclássica maravilhosa e é parada obrigatória aos turistas. Em dias intercalados, as 10 horas da manhã, ocorre a troca de guardas, com uma banda militar e a marcha típica dos “carabineiros” chilenos, elegantemente trajados. “Carabineros” é como a polícia chilena é chamada e a troca dos guardas na Plaza de la Constitución dura por volta de 30 a 40 minutos. O palácio foi construído em 1786, inicialmente para ser uma fábrica de moedas do país, daí o nome e se tornou sede do governo somente em 1973.

Palacio de la Moneda
Palacio de la Moneda

Centro Histórico

Bem próximo ao palácio La Moneda há diversos pontos turísticos para se visitar e podem ser percorridos a pé.

Apenas a algumas quadras está a famosa Plaza de Armas, onde se contra a Prefeitura, o museu histórico nacional, o correio central e a Catedral.

A praça surgiu onde existia uma kancha inca e em conjunto com a cidade em 12 de fevereiro de 1541. Nesta kancha inca existia duas variantes do “camino del inca” que partiam do vale do Aconcagua para se juntar novamente nas proximidades do cerro San Cristóbal.

Ao fundo a Catedral.
Ao fundo a Catedral.

Aproximadamente a 4 ou 5 quadras da praça de armas está o mercado central, com venda de peixes e as típicas centollas (um tipo de caragueizo enorme) e uma porção de restaurantes temáticos. Atravessando a avenida estão diversos barracões com lindas frutas e verduras, morangos gigantescos que preenchem metade da palma da mão, muitas cerejas e pomelos, também típicos da região. Um pouco a frente está o parque florestal, o museu de belas artes e chega-se novamente ao cerro Santa Lucía. Alí na estação Santa Lucía você pode pegar o metrô até o Cerro San Cristóbal, descendo na estação Baquedano.

Restaurantes do mercado central
Restaurantes do mercado central

Cerro San Cristóbal (Calle Pío Nono, 450, Bellavista)

Existem duas maneiras de subir o cerro San Cristóbal, por funicular (espécie de elevador) ou de carro circulando o morro (passeio lindo). Do alto do cerro se tem a vista panorâmica mais espetacular de Santiago, com seus vários mirantes. Ficar ali contemplando a bela cidade com a cordilheira ao fundo é maravilhoso, porém devido a poluição nem sempre é possível vê-la, muitas vezes vemos apenas sua silhueta.

Vista do Cerro San Cristóbal (sem poluição)
Vista do Cerro San Cristóbal (sem poluição)

Subindo mais alguns degraus temos a estátua da Virgem da Imaculada Conceição, com seus 14 metros de altura e um santuário, uma igreja ao ar livre. Esta área fica no Parque Metropolitano de Santiago, e tem um parque infantil, piscinas, jardim japonês, zoológico, centro cultural, um teleférico (desativado) e bosques para piqueniques.

Imaculada Concepción no topo.
Imaculada Concepción no topo.

O morro fica no bairro Bellavista, lugar boêmio, cheio de bares e restaurantes e um lindo espaço chamado “Patio Bellavista” para ir almoçar, jantar ou tomar um café. É um lugar agradável e aconchegante para passar um tempinho.

Quando se visita os morros é muito comum encontrar uma bebida chamada “mote con huesillos”, são grãozinhos de trigo cozidos com pêssego desidratado e muito açúcar, fica como a calda dos pêssegos enlatados com os grãos de trigo. A bebida é servida num copo com um pêssego, grãos de trigo e bastante calda. Os chilenos gostam muito, porém achei muito doce.

Mote con huesillos
Mote con huesillos

Enfim…

Santiago do Chile é uma cidade que vale a pena conhecer, um lugar de muito cultura, arquitetura antiga e moderna ao mesmo tempo, com muita história e pessoas simpáticas. Há muito para conhecer em Santigo, poderia escrever páginas e mais páginas sobre está cidade, mas porque você não tira uns dias e vai conhecer?

Outros lugares para conhecer:

1. Museu de Arte Precolombino;

2. Café com pernas (tradicional);

3. Parque O’Higgins;

4. La Chascona (casa do escritor Pablo Neruda, prêmio Nobel de literatura);

5. Bairro Providência e Las Condes (onde se encontra o restaurante giratório panorâmico);

6. Passeio a Viña del Mar e Valparaiso;

7. Visita as vinícolas;

8. Visita as cordilleiras e estações de esquí;

9. Cajón del Maipú e Embalse El Yeso;

10. Banhos termais.

No próximo post escreverei sobre Viña del Mar e Valpo. Até a próximo!

Categorias
Dicas

Como escolher um curso de idiomas

Em uma carreira em ascensão, sempre chega o momento onde conhecer um idioma estrangeiro é a diferença entre crescer ou ficar para trás.

Certa vez, em uma conversa descompromissada, um amigo estava reclamando da quantidade de propagandas indesejadas que recebia por e-mail. Tentei ajudá-lo instalando um sistema anti-spam e, para meu espanto, ao acessar uma das mensagens que ele havia acabado de mover para a lixeira, encontrei um pedido de orçamento, proveniente da Alemanha, em inglês, de uma grande quantidade de seus produtos. Ele não sabia inglês e por isso estava literalmente movendo uma oportunidade para a lixeira, pensando se tratar de uma propaganda.

Em uma carreira em ascensão, sempre chega o momento onde conhecer um idioma estrangeiro é a diferença entre crescer ou ficar para trás. As empresas e profissionais acostumados com o mercado nacional não se dão conta de que, com a internet, as oportunidades internacionais aparecem de uma hora para outra.

Quem não tem domínio de um idioma estrangeiro, em um mundo globalizado, sofre de um horizonte profissional e cultural bastante limitado. Para se ter uma idéia, em todo o mundo, apenas 0,88% dos jornais e revistas são produzidos em português, contra 62% do inglês. Quanto aos filmes, 0,71% são produzidos em português, 34% em inglês e 5% em espanhol. Na Internet, 1,45% das páginas estão em português, 56% em inglês e 7% em alemão.

Com estes números, fica bastante evidente o quanto é maior o universo de informações e a gama de oportunidades de uma pessoa que fala um segundo idioma.

Se você já constatou tudo isso e finalmente decidiu encarar um curso de idiomas, talvez esteja com a dúvida: qual curso escolher? Afinal, o mercado está repleto de escolas e profissionais autônomos, cada um com sua metodologia, material, carga horária, duração, etc. Como em toda área, há instituições sérias e outras que entregam um serviço de qualidade duvidosa. Por isso, preste atenção às seguintes dicas:

Fórmulas mágicas não existem

Ter fluência em um idioma exige treino e dedicação. Não há fórmulas mágicas para aprender muito em pouco tempo, que não signifiquem muito esforço. Aprender a dirigir, andar de bicicleta, tocar um instrumento musical, exige muita prática até que se torne algo intuitivo e natural. Com idiomas não é diferente. Então, fique longe das fórmulas mágicas que oferecem no mercado.

Desconfie de contratos com rescisões pesadas

Algumas escolas têm adotado práticas contratuais e comerciais no mínimo suspeitas. Algumas exigem que todo o material seja adquirido no início do curso. Outras praticam multas rescisórias pesadas. Tais práticas podem prejudicá-lo caso o curso não tenha a qualidade esperada. Portanto, pense bem antes de matricular-se nestas escolas.

Pesquise a reputação da escola

Conheça a experiência de alunos anteriores. A Internet é fantástica para isso. Com uma simples consulta, você pode conhecer mais sobre como a escola trata seus alunos.

Conheça o professor

O conhecimento e a empatia do professor são fundamentais para seu progresso. Portanto, procure conhecê-lo antes de se matricular. Peça informações sobre experiências anteriores e currículos. Veja a possibilidade de fazer aulas experimentais. Isso ajudará na sua decisão.

Não se limite às aulas

Faça tarefas de casa, busque exercitar o idioma em qualquer ocasião. O novo idioma deve se tornar rotina e parte de seus pensamentos. Por mais elevada que seja a carga do curso, você precisará ampliá-la por conta própria. O momento de atividades fora de aula, sem auxílio e interferência do professor, favorece a reflexão e a experimentação do conhecimento e por isso é determinante no ritmo de aprendizado.

Conheça o método

Algumas escolas trabalham com métodos rígidos, que não permitem adaptações aos alunos. Outras têm métodos mais flexíveis. Algumas pregam que a aula seja ministrada 100% no idioma estrangeiro, outras abrem possibilidades para o uso do idioma nativo. Cada característica possui prós e contras. Abaixo estão as mais comuns, acompanhadas de uma análise para que você identifique a que mais condiz com seus interesses.

Tamanho das turmas

É recomendável que as turmas tenham no máximo 6 pessoas. Turmas maiores inviabilizam exercícios de audição e conversação. Nas aulas em turma, a atenção compartilhada do professor prejudica o acompanhamento de alunos com dificuldades. Alunos mais ágeis também podem se sentir desestimulados.

Para exercícios de conversação é recomendável que a turma tenha no mínimo 3 alunos, pois torna a aula mais dinâmica e agradável, uma verdadeira troca de experiências.

Temas e faixa etária

Escolha uma escola com método compatível a sua faixa etária e seus objetivos. Adultos têm metas, interesses e comprometimento muito diferentes de crianças e adolescentes. O que estimula um adulto a adquirir conhecimento é essencialmente o resultado, a aplicação do idioma no dia a dia profissional ou em momentos de lazer social, como jantares, eventos, filmes, etc.

Escolher um método compatível com os objetivos e temas do aluno é fundamental para que seja mantido o interesse.

Aulas individuais

O formato de aulas individuais permite que o professor trabalhe tópicos específicos demandados pelo aluno. É indicado para pessoas com grande urgência ou com dificuldades de horários. Pessoas com facilidade ou dificuldades de aprendizado também são muito beneficiadas pelo acompanhamento individualizado, pois poderão caminhar no seu ritmo.

Nas aulas individuais, o professor fica inteiramente dedicado ao aluno, lapidando cada aresta, tirando suas dúvidas no ato, adaptando o ritmo e o conteúdo a forma de aprendizado.

Apesar de limitar algumas atividades de conversação, as aulas individuais apresentam um ritmo de aprendizagem maior que as aulas em grupo. Imagine uma aula de 1 hora onde 6 alunos falem por somente 5 minutos cada. Somados, os alunos consumiram 30 minutos. Note que metade da aula foi usada e provavelmente não tenha sido devidamente aproveitada individualmente, pois a carga individual de fala foi ínfima. Na aula individual isso não ocorre, pois o aluno fala e ouve na mesma medida.

Geralmente, alunos de aulas particulares podem fazer menos horas de aula e ter o mesmo rendimento de um aluno de turmas grandes, pois sua experiência com o idioma será mais intensa, mais marcante.

Contudo, caso opte por contratar um professor particular, sem o intermédio de uma escola, é importante verificar a formação do professor e seu comprometimento profissional. Infelizmente, há pessoas que apenas por terem morado fora algum tempo, se julgam habilitadas para lecionar, o que é um tremendo engano. Um professor por formação aplica conhecimentos de didática fundamentais, além de dominar as normas cultas da língua. A vivência no exterior, sem dúvida é importante, porém a formação acadêmica e experiência em sala de aula também são imprescindíveis.

Professores nativos

Nativos são excelentes para quem busca treinar conversação. Eles trazem informações regionais que são de extrema valia, além de aplicar o conteúdo que é utilizado de fato, no dia a dia. Contudo, são necessários alguns cuidados.

Assim como nem todo brasileiro fala corretamente o português, nem todo nativo conhece bem o próprio idioma. É comum encontrar professores brasileiros que conhecem melhor a norma culta da língua estrangeira do que alguns nativos.

Cuide também com o regionalismo exagerado. É natural que professores nativos evidenciem o sotaque e gírias de seu local natal, mas isso pode virar um problema quando é transmitido como a única forma possível ou a forma correta. No espanhol, por exemplo, existem inúmeras diferenças de pronúncia e vocabulário. Afinal são mais de 20 países que falam o idioma, cada um com sua cultura.

Professores brasileiros conhecem nossas dificuldades de aprendizado e conseguem criar novas explicações e conexões com o nosso modo de pensar e nossa gramática. Portanto, se busca apenas treinar sua conversação, professores nativos são uma boa opção. Caso contrário, prefira os professores brasileiros.

Imersão

Nesta modalidade de curso, um grupo de alunos fica isolado em um hotel, casa ou chácara, durante algumas horas ou até dias, onde é proibido falar português. O aluno passará o período como se estivesse em solo estrangeiro. Irá aprender a comunicar-se em várias situações, sociais como um almoço, uma conversa telefônica, entrevistas de emprego, entre outras ocasiões, tudo no idioma de interesse.

As imersões são uma forma diferente de aprendizado e fixação que atraem cada vez mais pessoas. São interessantes para alunos de todos os níveis. Porém, é mais caro e exige que a pessoa se ausente de suas atividades diárias durante um período.

Uso da gramática em aulas

Quase ninguém gosta de regras, é verdade. Mas sem elas, tudo se torna um caos. O mesmo ocorre com os idiomas. Sem aprender gramática, o aluno constrói frases ambíguas ou sem sentido e às vezes nem percebe. Não consegue estabelecer uma comunicação de qualidade.

Há escolas que não abordam o ensino da gramática e passam a falsa imagem de que um idioma independe de regras ou de que você aprenderá com a mesma naturalidade de uma criança.

Uma criança, por ter sua estrutura mental ainda vazia, pode aprender facilmente apenas por conversação, pois absorve todo tipo de dado do exterior. Já um adolescente ou adulto, inevitavelmente adaptará o novo conhecimento a estrutura lingüística pré-existente, tornando o processo de absorção mais complexo e lento. Trabalhar somente exercícios de conversação não atende a essa necessidade e por isso não é recomendável para adolescentes e adultos.

A gramática é necessária para mostrar a lógica por trás das palavras e para que você um dia possa comunicar-se com qualidade, em ocasiões formais.

Estudo individual em cabines

Algumas escolas adotam método de estudo individual em cabines, com auxílio de um professor e com total flexibilidade de horários. Esse método é bastante interessante para alunos dedicados, pois seu estudo será um vôo solo, porém assessorado. Sua grande vantagem é a flexibilidade. O aluno ganha na autonomia e perde no conteúdo. Pode ser interessante para pessoas muito disciplinadas e sem necessidades específicas de aprendizado.

O tempo de aprendizado depende da dedicação do aluno. O trabalho em aula é importante, mas trazer o idioma para o dia-a-dia é decisivo para diminuir o tempo de aprendizado. Alguns exercícios podem ser prazerosos, como ver um filme sem legendas ou traduzir músicas, etc.

Também é muito recomendável que reflita sobre qual idioma você realmente deseja aprender. O inglês é o idioma dos negócios, mas também existem muitas oportunidades para quem sabe espanhol, alemão, italiano, mandarim, francês, etc. Assim como você pode escolher uma profissão por vocação, também tem total liberdade de escolher o idioma que te desperte paixão e interesse.

Lembre-se: em suas pesquisas, centre-se na qualidade do curso, mesmo que isso signifique investir um pouco mais em curto prazo, pois certamente significará economia de tempo e dinheiro em longo prazo.

Fixe sua meta e mãos à obra! Analise qual a sua real disponibilidade de tempo para dedicar-se ao idioma e encontre uma escola que tenha um método que se adéqua ao seu objetivo de aprendizado, a sua disponibilidade de tempo e que haja sintonia entre você e o professor. A jornada é longa, mas a recompensa é gratificante. Pode apostar!

Por: Sheila Krepsky e Daniel Rodrigo Bastreghi, Administradores.com.br, 27 de julho de 2010, às 11h31